ser uma mulher que fala o que pensa tem um preço imenso. não aceitar ser silenciada exige uma força que eu não sei de onde a gente tira.

quantas vezes te chamaram de louca ou insinuaram que você estava “procurando confusão”? quantos homens te olharam com aquele meio sorriso cínico só esperando você perder o controle e gritar? e quando você grita, quantas vezes disseram que você merecia ser estuprada-espancada-internada?

outro dia, ouvi a valéria barcellos falando sobre se expor na internet/vida e ela disse: “a gente tem mais medo que coragem”. realmente não se trata de coragem enfrentar o machismo todos os dias, se trata mais de resistir apesar do medo.

hoje eu resisto ao silêncio. estou cansada. lá no fundo, minha vontade é desistir. deixar pra lá. mas penso no futuro das minhas alunas, das minhas leitoras, da minha sobrinha. se eu silencio e desisto, que exemplo estarei dando pra elas?

é difícil, mas pelo futuro de nossas meninas, não deixaremos os bastardos vencerem.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s